Centro de Diagnóstico

Acompanhe todas as possibilidades de diagnósticos oferecidas pelo Hospital de Olhos Lions. Clique sobre cada item e conheça um pouco mais.

Exame indicado principalmente quando o exame de fundo do olho é necessário mas impossível de ser realizado. Muito útil quando avaliamos pacientes com quadro de catarata total, pós-trauma, ou quando existe a suspeita de tumores oculares.

Também chamado de Campo Visual, este exame detecta perdas na visão central ou periférica do paciente. Muito útil para o diagnóstico e seguimento do glaucoma, e também é usado em patologias como Degeneração Macular Relacionada à Idade, Retinose Pigmentar e neuropatias que afetam a visão.

Exame que mede a espessura da córnea. Normalmente é solicitado na suspeita ou seguimento do glaucoma, ou como pré-operatório de cirurgias a serem realizadas na córnea.

Exame que, através de uma imagem captada, mede a curvatura da córnea. A diferença de curvatura entre um eixo corneano e outro é chamado de astigmatismo. Indicada na suspeita de ceratocone, na adaptação de lente de contato rígida e no seguimento de pacientes que se submeteram a transplante de córnea ou qualquer cirurgia que possa alterar a curvatura da córnea.

Exame que mede o diâmetro ântero-posterior do olho, para que a lente intra-ocular a ser usada a cirurgia de catarata seja calculada.

A retinografia colorida consiste em fotografia do fundo do olho. O exame permite a documentação de alterações na retina e no nervo óptico, sendo fundamental no acompanhamento de doenças progressivas como o glaucoma, a retinopatia diabética e degeneracão macular relacionada à idade (DMRI), dentre outras.

A retinografia fluorescente analisa as estruturas da retina, coróide e vasos retinianos através de fotos tiradas com uma iluminação especial e com o uso de filtros específicos. O exame utiliza um corante (fluoresceína) que é injetado em acesso venoso (geralmente numa veia do ante-braço). Em seguida, fotos sequenciais serão tiradas permitindo o estudo das alterações. O exame é indicado no estudo de doenças da retina, coróide e nervo óptico.

Permite a contagem das células endoteliais que revestem a face posterior da córnea. Propicia também o estudo da morfologia e tamanho destas células. É um exame importante para pacientes que são candidatos a cirurgias intra-oculares, como catarata, e portadores de uma variedade de doenças corneanas.

O OCT (em inglês Optical Coherence Tomography) é um tomógrafo específico para avaliação da espessura da retina, podendo diagnosticar precocemente lesões maculares, edemas ou outras patologias da retina em estágio precoce. Conseguindo com isto, o tratamento adequado e com agilidade, diminuindo as sequelas dessas doenças, que evoluem para cegueira.